Cultura

“A Tempo”

Musical com Coro Experimental MT

O espetáculo “A Tempo” explora por meio de canções e poemas um tema desafiador e presente na vida de todos: o tempo. Com entusiasmo redobrado, os integrantes do Coro Experimental MT (CEMT) sobem ao palco do Cine Teatro Cuiabá no próximo dia 20 (segunda-feira) para apresentar “A Tempo”.

“Estamos muito felizes porque retornamos ao palco do Cine Teatro Cuiabá numa segunda-feira, exatamente como ocorreu na estreia do Coro Experimental há cinco anos”, afirma Jefferson Neves, maestro, arranjador e fundador do CEMT junto com Tuanny Godoi.

Mas é claro que a atual versão de “A Tempo” não é um mero reprise do espetáculo original. Novas canções foram acrescentadas ao roteiro, que foi totalmente reformulado. Além de sketches em que os coralistas exercitam outras facetas de sua personalidade artística, o novo “A Tempo” conta com solos de alguns coralistas (e do maestro Jefferson Neves) e apresentação de poemas de autores de renome internacional como José Saramago e Mário Quintana, e também de poetas da terra, como Lorenzo Falcão, jornalista e integrante do naipe de baixos do CEMT.

Novos cantores se incorporam ao grupo, do qual fazem parte profissionais de várias formações: médicos, professores, fisioterapeutas, psicólogos, jornalistas, fotógrafos e arquitetos, entre outras. As idades também são variadas (de 20 e poucos anos a mais de 70) e o que une toda essa galera é o amor pela música e, especialmente, pelo canto coral.

De acordo com a cantora e compositora, Vera Capilé, o público pode esperar do espetáculo beleza, música que transporta no tempo e muita diversão. “Eu amo o palco. Nele eu canto, danço e represento. Neste espetáculo não é diferente. Participo cantando com o coral, cantando solo e representando um personagem. É num musical maravilhoso”, observou Vera.

A frase “Sem a música a vida seria um erro”, de Friedrich Nietzsche, se encaixa com maestria na vida de Vera Capilé. “A música me colocou na vida. O canto me completa. Quero cantar até meu último sopro de vida.  Quero ter voz enquanto vida tiver”, disse.

Versatilidade

Criado em 2017 para participar de uma apresentação em homenagem aos 130 anos de Heitor Villa-Lobos, o CEMT é um coro independente que tem como principal característica a versatilidade e a disposição para experimentar novas formas de fazer canto coral.

Outros espetáculos já estão na agenda do CEMT em 2022, mas a decisão de apresentar uma nova versão de “A Tempo” foi motivada pelo sucesso desse show desde sua estreia em outubro de 2017.

“A qualidade do repertório e as saudades desse nosso primeiro contato com o público, que sempre se emociona com ‘A Tempo’, fizeram com que resolvêssemos compartilhar a nossa alegria e a emoção de fazer esse espetáculo com novos coralistas que chegam a cada temporada. Como não se emocionar com canções como ‘Tempo perdido’ (Renato Russo), ‘Time after time’ (Cindy Lauper) ou ‘Oração ao tempo’ (Caetano Veloso)?”, comenta Neves.

“A resposta do público tem sido incrível e mesmo canções menos conhecidas, como ‘Obrigado’ de Eduardo Gudin ou ‘Espelho d’Água’ dos irmãos Marcelo e Thiago Camelo, provocam forte reação na plateia por conta dos arranjos vocais e a forma como são apresentadas”, acrescenta Tuanny Godoi, enfatizando a magia do canto coral.

No próximo dia 20, tudo isso poderá ser conferido no Cine Teatro Cuiabá, que foi a “primeira casa” do CEMT. Atualmente os ensaios do CEMT acontecem no Palácio da Instrução graças à parceria com a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT). (C/Assessoria)

Serviço

O que: Espetáculo “A Tempo”, com roteiro, direção musical e cênica de Jefferson Neves. Regência: Jefferson Neves e Tuanny Godoi.
Quando: 20 de junho (segunda-feira), às 20h
Onde: Cine Teatro Cuiabá
Quanto: Ingressos a R$ 40 (inteira) e R$ 20 + 1 kg de alimento não perecível (meia solidária) – A venda será somente online pela plataforma https://www.sympla.com.br/espetaculo-a-tempo__1613638

 

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site