Cultura

“Saber Ver Cuiabá”

O professor cuiabano Carlos Renato Pina dos Santos formado em Arquitetura e Urbanismo é artista visual há quatro anos. Sua exposição individual ‘Saber Ver Cuiabá’ iniciou em 9 de abril e segue até 2 de julho na Galeria Origens, na Rua Cursino do Amarante ,1150 – no bairro Duque de Caxias, no interior da loja Tugore , de segunda a sexta-feira das 9 às 17h e aos sábados das 9 às 12h.  Carlos Pina já desenhou Rio Antigo, a Igreja Matriz de Cáceres, a Igreja São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, Dunga Rodrigues ( ma célebre ativista cultural de Mato Grosso ) e Dona Domingas -do grupo de dança Flor Ribeirinha.  Confira a entrevista na íntegra!

Blog da Condessa – O que o público pode esperar  da exposição “Saber Ver Cuiabá”?

Carlos Pina – A exposição Saber Ver Cuiabá adveio do nome do livro Saber Ver Arquitetura, de Bruno Zevi e também alusivo ao aniversário de Cuiabá em abril de 2022. O objetivo é fazer com que o público aprenda a ver a cidade de forma mais perceptível através dos desenhos em diversos materiais(aquarela, azulejo, pirogravura), pois muitas vezes o cotidiano dos que aqui vivem é bastante corriqueiro e a paisagem urbana não é assim tão apreciada.

Blog da Condessa – O que mais fascina você na arte?

Carlos Pina – Sou um grande apreciador de artes. Visito várias exposições artísticas e aprendi a História das Artes na faculdade de Arquitetura da UNIC. O mais me fascina no campo das Artes são os diversos estilos existentes e a História evidencia a necessidade do homem de representar artisticamente.

Blog da condessa – Como se dá o seu processo de criação, inspiração?

Carlos Pina –  Desenho desde criança, mas foi na Arquitetura que pude desenvolver a prática do desenho através da perspectiva , desenho tridimensional . Antes do início da minha carreira artística, desenhava como um hobby e com o advento das redes sociais pude publicar meus desenhos e isso caiu na graça do povo. Algumas pessoas me indagavam seu eu vendia meus desenhos, porém respondia que não. Mas com encorajamento e conselho de uma amiga arquiteta, entrei na tentativa de meus trabalhos artísticos se tornarem profissionais, além de hobby. Ou seja, a brincadeira virou seriedade.

Blog da Condessa – A arte  facilmente cria ressonâncias com o público?

Carlos Pina –  Como disse anteriormente, meus  desenhos acharam graça nos olhos das pessoas, principalmente desenhando coisas da nossa terra. Não somente de Cuiabá, mas de outros locais de Mato Grosso (Cáceres, Vila Bela, Diamantino, Rosário Oeste, entre outros). Tanto as pessoas que aqui moram, como também de outros lugares do Brasil e do mundo tem apreciado muito os meus trabalhos.

Blog da Condessa – Comente, por favor, sobre técnica e material usado nas suas obras.

Carlos Pina-  Uso diversos materiais de desenhos que me levam a conhecer várias técnicas. Comecei pelo simples lápis, caneta Bic, depois usando marcadores coloridos , aquarela. Além dos desenhos nos papéis, tenho usado os revestimentos cerâmicos assim como a pirogravura –  desenho feito com pirógrafo feito sobre superfícies de madeira, MDF.Enfim, tenho ousadia em aprender a lidar com novos materiais e técnicas.

Blog da Condessa – Outros países conhecem sua arte?

 Carlos Pina – Posso dizer que hoje tem desenhos meus nos Estados Unidos, Portugal, Republica Tcheca, França. Creio ainda que possa alcançar outros continentes, ainda mais que semanalmente mostro nas redes sociais o que produzo artisticamente.

Blog da Condessa – Você vive da arte?

 Carlos Pina- Creio que as minhas artes têm sido minha fonte de renda adicional, além dos outros ofícios como arquiteto e professor. Graças a Deus  muitas pessoas têm me procurado e solicitado encomendas de meus desenhos.

Blog da Condessa- Quem/ o que você já desenhou de Cuiabá?

Carlos Pina:  Já desenhei algumas personalidades e pessoas comuns da cidade como a Dunga Rodrigues, Dona Domingas, Dona Suzana( uma senhora que vende plantas na frente de um banco da cidade), e outros. Mas desenho pessoas do meu jeito, e não no modo realista.

Blog da Condessa –  A mão livre ou computação gráfica?

Carlos Pina-  Além do desenho feito a mão livre , faço também de modo digital.

Blog da Condessa – Usa cores, destaque para alguma?

Carlos Pina –  Posso dizer que as cores predominantes nos meus desenhos são o azul e o verde, pois agrego elementos naturais (céu e vegetação) principalmente nas paisagens urbanas.

Blog da Condessa – Você expõe nas redes sociais?

 Carlos Pina:  Semanalmente posto meus desenhos sejam em aquarelas, sobre revestimentos e pirogravuras.

Blog da Condessa – Novos projetos em andamento?

 Carlos Pina-  Tenho recebido convites de algumas empresas, instituições para realizar exposições. Vale lembrar que tive oportunidade de ilustrar trabalhos de mestrados, livros. Enfim, o desenho a cada dia me surpreende.

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site